Leia mais

Para ler o que foi publicado aqui (antes e/ou depois) sobre o assunto de um artigo , clique num dos marcadores ao final dele. Veja ao final desta tela, uma lista dos artigos mais populares.

13 setembro, 2010

Irã, Honduras... Goiás !!! Aqui também o Twitter rompe a censura -atualizado

Já escrevi aqui sobre o uso das novas mídias para burlar a censura no Irã e à época do golpe,  em Honduras (aqui e aqui).



Devo confessar que pela minha experiência como blogueiro e leitor de blogues locais  não tinha muita esperança quanto ao mesmo acontecer tão cedo em Goiás. Vi que a coisa não seria tão fácil como acreditara em 2006.

Pois desde a semana passada me surpreendi com o Twitter. Tinha feito uma conta há tempos, mas estava inativa. Ativei no dia do debate dos candidatos a governador para saber se mais gente não estava conseguindo assistir pelo site do Popular e descobri que o problema não era só meu.

Continuei acessando e não é aqui também o Twitter está rompendo o bloqueio do silêncio?!

Experimente: acompanhe o @jornalx@altairtavares. Um  dois exemplos de hoje, do primeiro:

1 -  Acredite: a vontade de processar é tão grande de um governadoriável que tem até "carta do leitor" de um jornal sendo processada. Inédito.
2 - Colegas me avisam que eu posso ser processado por dizer que um governadoriável adora processar. Seria Kakfiano, não?

Atualização em 14.09 - A grande diferença em relação ao que acontece com os blogs locais é a  interação que o twitter permite.

Ao invés da solidão de raros 2, 3 comentários, no máximo, que são feitos nos  blogs, no twitter às vezes são dezenas de reproduções ou respostas aos tweets.

E ele ainda remete aos blogs, onde os assuntos são desenvolvidos em mais profundidade.


E não é que coincidentemente, esta madrugada foi publicado  artigo sobre ditaduras no  mundo e em Goiás no  blog Jornal X? Veja o título:



Eleições 2010
Marconi critica ditaduras de fora. E os ditadores de Goiás que sempre o apoiaram? Vai criticar também?
clique aqui para ler o artigo

Nenhum comentário:

Postar um comentário