Leia mais

Para ler o que foi publicado aqui (antes e/ou depois) sobre o assunto de um artigo , clique num dos marcadores ao final dele. Veja ao final desta tela, uma lista dos artigos mais populares.

22 agosto, 2009

De novo, Câmara vota com o prefeito e contra a cidade (atualizado)

Em matéria ambiental, a nova composição da Câmara Municipal de Goiânia mantém o descompromisso da legislatura anterior. Isso ficou provado no dia 19.


Na votação daquele dia, foi mantido mais um veto do prefeito que contraria o interesse público. Com isso, foi mantida a permissão dada no Plano Diretor para a construção de prédios em duas áreas de preservação ambiental, uma no setor Bueno e outra na Vila Morais ( próximas às Avenidas T-3 com T-7 e Anhanguera, respectivamente - leia mais aqui).


Abaixo, áreas verdes localizadas nos endereços informados pelo site da Câmara



Visualizar área Vila Morais em um mapa maior



Visualizar Área t-3 com t-7 em um mapa maior

No ano passado, ao votar um outro veto, a Câmara impediu que a população cobrasse ser ouvida na elaboração dos Estudos de Impacto de Vizinhança. À época, escrevi a respeito, mostrando a ridícula enquete feita a título de consulta à população para fundamentar o Relatório de Impacto de Vizinhança da obra do viaduto da Praça do Chafariz (leia aqui).

Além disso, como outras pessoas, escrevi a vereadores que haviam contribuído para a vitória do prefeito, votando a favor dele ou não comparecendo, reclamando de sua postura. Fiz o mesmo com dois candidatos ao posto, ambos do PCdoB ( Fábio Tokarski e Márcio Jr. -leia aqui) .

O único vereador a responder foi Josué Gouveia, que estava licenciado, mas cujo suplente havia sido favorável ao prefeito (leia aqui) . Ele não se reelegeu, mas ficamos sabendo agora que foi uma emenda dele ao Plano Diretor que autorizou a construção nessas áreas ( leia mais sobre o Plano Diretor aqui).

Dentre os reeleitos, votaram contra o veto: Elias Vaz e Anselmo Pereira, que mantiveram sua postura , votando como no caso do ano passado; Virmondes Cruvinel, Maurício Beraldo e Santana Gomes, que desta vez compareceram em plenário; Paulo Borges, que fora favorável no ano passado e mudou sua postura.

Já Djalma Araújo, Deivison Costa e Cidinha Siqueira ficaram como dantes: de novo não apareceram para votar (desta vez faltaram 5 votos para a derrubada do veto).

Clécio Alves, Bruno Peixoto e Pedro Azulão Jr. continuaram votando com o prefeito.

Dos novos vereadores, seis foram contra o veto. Fábio Tokarski manteve o que dissera ao me responder no ano passado e Tatiana Lemos surpreende - seu pai, Euler Ivo, votara com o prefeito no ano passado.

Abaixo, a relação dos votos. As cores indicam como votaram, no caso do ano passado, os reeleitos - em vermelho quem foi a favor do veto do prefeito; em azul quem foi contra e em laranja quem não votou) :

VOTOS – Dos 25 votantes, 12 vereadores votaram com o veto. São eles: do PMDB, Agenor Mariano, Célia Valadão, Clécio Alves, Iram Saraiva, Izidio Alves, Túlio Maravilha e Bruno Peixoto, além de Charles Bento (PRTB), Pedro Azulão (PSB), Simeyzon Silveira (PSC), Tiãozinho do Cais (PR) e Paulinho Graus (PDT).

Contra o veto votaram Alfredo Bambu(PR), Anselmo Pereira, Maurício Beraldo e Geovani Antonio, do PSDB, Daniel Vilela, Santana Gomes e Paulo Borges, do PMDB, Elias Vaz, do PSOL, Fábio Tokarski, do PC do B, Henrique Arantes, do PTB, Juarez Lopes, do PTN, Tatiana Lemos(PDT), Virmondes Cruvinel Filho(PSDC).

Ausentes:Ricard Nixon(PRTB), Negro Jobs(PSL), Djalma Araújo(PT), Pastor Rusemberg(PRB), Deivison Costa,(PT do B), dr. Gian(PTC), Joãozinho Guimarães(PRB), Cidinha Siqueira (PT) e Fábio Caixeta(PMN).


Para registro, como votaram no caso do ano passado os então vereadores que não se reelegeram:


Vereadores que votaram pela derrubada do veto: Carlos Soares, Serjão, Professor Wanderlan e Geovani Antônio. Não candidatos: Marina, Carlinhos do Esporte e Ruy Rocha.

Vereadores que votaram pela manutenção do veto : Amarildo Pereira, Antônio Uchoa, Euler Ivo, Jacyra, Gilmar Mota (suplente Josué), Abdiel.

Vereadores que não votaram : Hélio de Brito, Juarez Lopes, Cida Garcez, Milton Mercez, Robson Alves, Mizair Lemes.

Atualização em 22.08.09 - Dividi esta manhã uma mesa num debate com a vereadora Cidinha Siqueira. Pedi a ela que não deixasse de votar nas próximas oportunidades em que forem apreciados vetos do prefeito. Segundo ela, nas duas vezes ela teve que ausentar-se para atender a chamados urgentes. No dia 19, inclusive, havia deixado avisado que seu voto seria contrário ao veto.

Acrescentei os mapas com as áreas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário