Leia mais

Para ler o que foi publicado aqui (antes e/ou depois) sobre o assunto de um artigo , clique num dos marcadores ao final dele. Veja ao final desta tela, uma lista dos artigos mais populares.

16 abril, 2009

Irregularidades no uso dos recursos do FAC são investigadas pelo MP

do site do MP:

16/04/2009 - Irregularidades na gestão do Fundo de Apoio à Cultura são investigadas

A 90ª Promotoria de Justiça, por intermédio da promotora Renata Miguel Lemos, instaurou em 1º de abril inquérito civil para apurar possíveis irregularidades na gestão do Fundo de Apoio à Cultura – fundo de natureza contábil especial, que tem por finalidade prestar apoio financeiro e projetos culturais do Poder Executivo Municipal ou de terceiros que visem a fomentar, difundir, preservar, qualificar, pesquisar e ou estimular a produção artística e cultural no município de Goiânia. As irregularidades teriam ocorrido entre janeiro de 2005 e junho de 2006.


A denúncia feita ao MP afirma que, no período mencionado, ocorreram diversos saques não justificados na conta corrente pertencente ao fundo. Esses recursos teriam sido utilizados para aquisição de equipamentos e materiais permanentes, contrariando normas legais. Além disso, haveria diversas movimentações bancárias atípicas como transferências e ordens de pagamento efetuadas e canceladas, no todo ou em parte, ou realizadas em duplicidade.


O denunciante também informou que a movimentação estaria sendo realizada sem utilização de cheques nominais, como é determinado por lei.

Comentário

Para ler os artigos publicados sobre o FAC, clique no marcador respectivo, no lado direito da página. Abaixo, um deles:


28 Setembro, 2006

Recordar é viver - 2 - Um ano atrás

Hoje terminou o horário eleitoral. Todos falando em ética, respeito ao cidadão, e por aí vai. Tudo o que as pesquisas determinarem que o telespectador quer ouvir.
Aqui, no mundo real, das atitudes e não dos discursos, hoje completa-se um ano da manifestação "Não saque nosso FAC", que levou artistas e pessoas ligadas à cultura à frente da SECULT e em seguida, em carreata, até a sede do Ministério Público, para protestar contra as alterações na regulamentação do Fundo de Apoio à Cultura, que, conforme o então Conselho Municipal de Cultura, em carta aberta, deram " ao Secretário, anti-eticamente, o poder de aprovar, tautologicamente, o que propõe".
A manifestação pretendia chamar a atenção para e agilizar a tramitação da ação popular proposta no mês anterior para anular a mudança. Anteriormente o Conselho Municipal de Cultura já obrigara o Secretário Municipal de Cultura a cancelar a aprovação do projeto do catálogo do Salão de Arte do Flamboyant Shopping Center, o mesmo que acaba de ser aprovado novamente (leia mais aqui).
No momento, a ação encontra-se em fase final de tramitação. Falta apenas o Dr. Eduardo Siade, juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública Municipal, encaminhar o processo para o parecer do Ministério Público ( que normalmente leva uma semana para fazer isso) , para que possa proferir sua sentença.
Enquanto isso, mesmo a legislação mantida segue sendo desobedecida:
- os recursos deveriam ser distribuídos através de editais, e não se tem notícias deles;
- o decreto de alteração é de junho de 2005, mas a prefeitura informou ao vereador Elias Vaz ter pago eventos realizados a partir de maio com recursos do FAC;


Nenhum comentário:

Postar um comentário