Leia mais

Para ler o que foi publicado aqui (antes e/ou depois) sobre o assunto de um artigo , clique num dos marcadores ao final dele. Veja ao final desta tela, uma lista dos artigos mais populares.

03 novembro, 2007

Avestruz Master dois anos depois

Desde terça-feira, dia 30, o Jornal Diário da Manhã vem publicando uma série de reportagens a respeito dos 2 anos do estouro da Avestruz Master. Confira os temas abordados e clique sobre os títulos das matérias para acessá-las no site do jornal:

Dia 30/10:

Dívida Trabalhista Cresce 50 %: São mais de 400 processos e R$ 8 milhões em dívidas trabalhistas.

Débito de R$ 15 milhões com fornecedores: O texto da matéria diverge do título pois o o valor corresponderia à soma das dívidas com fornecedores após a deflagração da crise mais as dívidas trabalhistas.

Dia 31/10:

Sentença só em 2009: A sentença no processo criminal não deve sair antes de dois anos.

MP pode pedir prisão preventiva dos réus: Muitos dos réus se mudaram de Goiás, o que está dificultando sua intimação para as audiências. O MP poderá recorrer à prisão preventiva para assegurar a agilidade no processo.Com declarações do promotor Luiz Gonzaga Pereira da Cunha, que está atuando no caso.

Dia 01/11:

R$ 70 milhões dilapidados: Talvez o título mais adequado para a matéria fosse "Patrimônio foi superestimado". No texto, é lembrado que há dois anos estimou-se o patrimônio em R$ 100 milhões e hoje o valor seria de R$ 30 milhões. Inclui declarações do administrador judicial, João Bosco de Barros, sobre quem deverá receber.

Dia 02/11:

Paradeiro da família Maciel : Onde se encontram e o que estão fazendo o patriarca Jerson Maciel da Silva e seus filhos Jerson Maciel da Silva Júnior, Patrícia Áurea Maciel da Silva, Jefferson Cavendish Maciel da Silva e Elizabete Helena Maciel da Silva Almeida.

Dia 03/11:

Desilusão em Bela Vista : Cidade onde se localizam as principais instalações do grupo registrou crise no comércio em função do fim das atividades da empresa e concentra os ex-funcionários aguardando o recebimento de seus créditos trabalhistas.

Atualização em 04/11: Hoje, a última matéria da série: Esperança sem Rumos. Curiosamente, o valor estimado do patrimônio foi reduzido dos R$ 30 milhões citados na matéria do dia 1º para R$ 25 milhões (17%), mais da metade do necessário para pagar a dívida trabalhista. Há declarações do advogado Neilton Cruvinel, criador do plano de recuperação cujo fracasso foi seguido da decretação de falência pelo Juiz Carlos Magno Rocha da Silva, que também foi ouvido para a reportagem.

No artigo Avestruz Master - E no Brasil, como Receber? comentei qual seria a viabilidade de seguir-se aqui outro caminho para a diminuição do prejuízo dos perdedores (investidores). Seria o mesmo adotado nos Estados Unidos, que descrevi no texto Avestruz Master - Nos EUA, "ganhadores" e "perdedores".

Nenhum comentário:

Postar um comentário