Leia mais

Para ler o que foi publicado aqui (antes e/ou depois) sobre o assunto de um artigo , clique num dos marcadores ao final dele. Veja ao final desta tela, uma lista dos artigos mais populares.

10 março, 2010

Violência em Goiás - Audiência Pública - 4 - Correio publicou matéria no domingo

A referência à reportagem do Correio Braziliense , pelo MP, talvez se explique por uma outra, publicada no último domingo. Idem para o pedido inédito feito à PM, ontem. Segundo a matéria, a Polícia Federal investiga o envolvimento de grupos de extermínio no desaparecimento dos 6 rapazes em Luziânia.

A matéria faz referência à suspeita de atuação de grupos de extermínio no entorno e em outras cidades de Goiás, retomando e ampliando a reportagem de maio do ano passado e repleta de informações sobre a atuação da polícia militar goiana:

MISTÉRIO EM LUZIÂNIA » Pistoleiros aterrorizam Entorno

Policiais investigam suspeita de que um grupo de extermínio esteja por trás dos sumiços de seis jovens no município goiano. Há indícios de ação parecida em outras cidades da região.

Renato Alves

Publicação: 07/03/2010 08:03 Atualização: 07/03/2010 12:09




Uma das linhas de investigação da Polícia Federal sobre o sumiço de seis adolescentes de Luziânia (GO), a ação de grupos de extermínio é comum no Entorno do Distrito Federal e em outras partes de Goiás. Na maioria dos casos, as denúncias envolvem policiais, como no mais recente processo aberto pela Corregedoria da Polícia Militar e a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do estado. PMs da unidade de Formosa estariam ligados à execução de um homem e ao desaparecimento de três jovens ocorridos duas semanas atrás, em Alvorada do Norte e Flores, no Nordeste goiano. (clique aqui para ler a íntegra - não perca os comentários)


O jornal faz referência às atitudes do Secretário de Segurança Pública de Goiás e seu silêncio sobre o caso de Flores de Goiás:

Foi o próprio Roller quem nomeou o major Ricardo Rocha para assumir o 16º Batalhão. Em solenidades e entrevistas à imprensa do estado, Roller não economizou elogios ao major. Declarou que ele tem diminuído a violência na região do Entorno Norte, mas nunca apresentou as estatísticas. Sobre as mortes em série na sua cidade e em Alvorada, Roller não fala. Chefe do Departamento Judiciário de Goiás (órgão da Polícia Civil), o delegado Josuemar Vaz de Oliveira disse que a Polícia Civil de Goiás investiga os casos de morte e desaparecimentos no Nordeste do estado. “Há, sim, a possibilidade de eles estarem relacionados a grupo de extermínio”, afirmou. A PM goiana limita-se a informar que abriu sindicância para apurar as denúncias. (RA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário