Leia mais

Para ler o que foi publicado aqui (antes e/ou depois) sobre o assunto de um artigo , clique num dos marcadores ao final dele. Veja ao final desta tela, uma lista dos artigos mais populares.

10 maio, 2006

Entrevista "Ação entre Amigos" pode ser crime

Alguns dias atrás comentei sobre a prática difundida entre nós de responder a críticas através de entrevistas amistosas, que chamei de entrevistas "açao entre amigos" (Dando o Serviço -leia aqui). Há outra variante, feita para divulgar as informações que o entrevistado quer publicizar. Se a falta de ética era evidente, agora fica claro que também pode ser crime:
O procurador eleitoral Daniel de Resende Salgado ofereceu Representação Eleitoral, perante o TRE-GO, contra Maguito Vilela e o Jornal Diário da Manhã por fazerem propaganda eleitoral extemporânea.

De acordo com a Representação, o fato ocorreu durante entrevista concedida ao Jornal Diário da Manhã, no último dia 23/04/2006, pelo senador da República Maguito Vilela (PMDB), pré-candidato ao cargo de governador de Goiás. Na ocasião o Senador apresentou propostas de governo e também explorou as razões pelas quais ele seria o mais apto para o exercício da função pública, caracterizando, dessa forma, propaganda eleitoral fora de época.

Quanto ao jornal, ficou claro, também, o desvirtuamento da função jornalística que, por meio da elaboração de matéria com perguntas tendenciosas, viabilizou não apenas informações, mas a veiculação de propaganda eleitoral extemporânea, com grande potencial de influir no resultado das eleições desse ano e de proporcionar um desequilíbrio em relação aos demais candidatos.

leia a íntegra da representação aqui



Um comentário:

  1. Caro Marcus,
    Estamos atravessando uma enorme crise de credibilidade e impunidade. Aponta-se para os indice de criminaliades e afirmam que precisamos de mais armas, policiais e etc...O que precisamos é de um judiciário que seja agil e não compactue com os poderosos que estão postos no cenário político nacional. E compactuam com esse estado de coisa pois protelando, esquecendo só permitem que os pilantras engravatados continuem a solta.
    E o indice de criminalidade só atinge o criminoso miseravel? Só esses estão no indicativo do indice?O que querem é a mesma impunidade que goza os engravatados.
    A mentira, a farsa, a fraude, o roubo, tudo ficou comum demais, os que ficam mal na fita são os que exigem etica, respeito, em total inversão dos valores.
    Que mundo esquisito nossos filhos vão herdar, hem?

    ResponderExcluir